sexta-feira, 15 de junho de 2012

O fim da gente é!

Quando não podemos mais expressar, porque tem gente incomodada; 
Quando não podemos mais falar daquilo que nos dar alegria;
Quando não podemos expandir essa vontade de fazer planos, sonhar alto;
Quando não podemos ter o direito de ficar com raiva;
Quando não podemos ter os nossos pés no chão;
Quando não queremos agradar, apenas agradar a si mesma;
Quando não queremos discursar, dar satisfação, explicitar;
Quando não podemos jogar fora conversas que nos faz ficar feliz;
Quando não podemos apreciar cada gestos, cada sabores, cada lembranças;
Quando não podemos ter ciúmes do nosso bem querer;
Quando não podemos admirar nossos amigos, alguns não são amigos;
Quando não podemos entender as belezas das coisas simples;
Quando não podemos participar de um desafio;
Quando não podemos mudar de opiniões, mudamos em cada experiência, em cada vivência;
Quando não podemos silenciar, 
Quando não podemos motivar;
Quando não podemos amar;
Quando não podemos respeitar,
Quando não podemos criar,
Quando não podemos viajar, espairecer;
Quando não podemos ter determinação;
Quando não podemos agir como queremos,
Quando não podemos jogar nossa energia para o alto,
Quando não podemos arriscar mais,
Quando não podemos ser verdadeiros.


O mundo ainda tem pessoas que querem o bem, que respeita, que ouve e ainda ama.
Viva, o direito de bem querer o que queremos.

beijos!






3 comentários:

Sejam bem-vindos, obrigada pelo seu singelo comentário.